quarta-feira, 7 de março de 2012

Manaus sem futuro.







O que se pode esperar de uma cidade que trata florestas como mato, igarapés como esgôto, áreas verdes como terrenos abandonados? O que pode esperar de "autoridades" que além de não coibir, ainda assinam autorizações para desmatamentos em Áreas de Proteção Ambiental?
Há mais de 10 anos a ong mata viva denuncia a destruição dos últimos fragmentos de florestas urbanas no entorno de #Manaus. Não adiantou nada! Tudo continua sendo destruído a "torto e direito". Monitoramos o último igarapé urbano ainda vivo em #Manaus e já denunciamos dezenas de tentativas de invasão nas margens e entorno do mesmo. Não adiantou nada! Além de continuar destruindo, invasores e ëmpresários" ainda zombam dos órgãos de fiscalização e dos órgãos fiscalizadores.
Não sabemos mais o que fazer para impedir a destruição do riquíssimo Eco-Sistema da APA_ Tarumã. Denunciar não adianta nada. As autoridades sequer saem de seus gabinetes para ver "inloco" o problema. Se limitam a receber denúncias e fazer anotações. Punição: NADA.
 
Quem ousa defender a natureza aqui em #Manaus é tratado como leso, idiota, desocupado, agitador ou simplesmente um Zé Ninguém querendo aparecer.
Assim, jogados para o lixo da sociedade, ambientalistas e amantes da natureza preservada, acabam se desanimando e abandonando a trincheira de luta. Nós não! Somos incorrigíveis defensores da Conservação das florestas do entorno urbano de #Manaus. Vamos continuar monitorando até o fim nosso igarapé Água Branca e seus irmãos localizados na APA-Tarumã. Não adianta ameaçar com violência e  retaliações. Nós vamos continuar contando a história deste igarapé que ABRIGA e ALIMENTA milhares de animais como Sauin-de-Coleira, que mesmo ameaçado de extinção continua sem qualquer política de preservação e proteção das áreas onde ele ainda vive, a saber florestas do Tarumã.
Um dia, quando gerações futuras tomarem  conhecimento dos relatos contidos no blog aguabrancaonline, talvez o reconhecimento chegue e a destruição cesse. Por enquanto, ficamos aqui tristes, isolados e sem apoio nenhum, mas muito conscientes do dever cumprido. Denunciar é nosso Direito cidadão e NINGUÉM vai retirar isso da gente.  

3 comentários:

Inca Ramirez disse...

A mata chora! as guaribas choram! o igarapé grida ajuda e ninguem escuta! vergonha aos governantes ecocidas que não respeitam a natureza~! peco misericordia para eles, quando estem morendo de calor no fogo do inferno... e nao precisamente o calor manoara

Inca Ramirez disse...

A mata chora! as guaribas choram! o igarapé grida ajuda e ninguem escuta! vergonha aos governantes ecocidas que não respeitam a natureza~! peco misericordia para eles, quando estem morendo de calor no fogo do inferno... e nao precisamente o calor manoara

Anônimo disse...

Precisamos fazer justiça. Deputados Marcelo Ramos,Arthur Neto e Luiz Castro (aparece na foto ao lado de Dona Graça, moradora vizinha do Água Branca)sempre nos atenderam e se empenharam muito para retirar da vizinhança empresa que pretendia instalar aqui uma fábrica de asfalto. O processo está lavrado no Ipaam, mas até hoje máquinas da tal empresa ainda entulham o terreno, transformando-se em focos de criadouro de mosquitos da malária e Dengue.
Ong Mata Viva