terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Parques Florestais na APA-Tarumã

379

Estamos em 2013 justamente no dia em que os moradores de Manaus ganham cinco Parques Florestais dentro da APA-Tarumã. Neste dia milhares de pessoas vindas de todos os cantos desse planeta admiraram a beleza ambiental preservada e planejada para receber visitantes, sem agredir o meio ambiente, gerando renda e emprego nas comunidades de entorno e principalmente garantindo a perenidade de fragmentos florestais vitais para Manaus.

As Cachoeiras Alta e Baixa do Tarumã foram interditadas em 2011para a revitalização de todos os igarapés cujas águas abastecem as cachoeiras. O Primeiro trabalho foi feito no leito dos igarapés próximos ao aterro sanitário municipal. Efluentes contaminantes oriundos do Aterro Sanitário, foram eliminados. A retirada de casas e construções instaladas a menos de 200 metros da margem, completaram o trabalho planejado que viabilizou os Parques, devolvendo para a cidade as Cachoeiras Alta e Baixa do Tarumã, um dos mais antigos e tradicionais “banhos” da cidade.

A revitalização e proteção de todos os igarapés da APA-Tarumã foi um projeto arrojado de criação de espaços públicos, as chamadas Ilha com palmeira“Ilhas Verdes”, locais onde o turista e os moradores de Manaus encontram toda uma infra-estrutura de equipamentos voltados para o lazer contemplativo, esportivo, familiar, cultural e educacional. TartarugaAlunos recebem aulas nas trilhas educativas, Polegar para cimaesportistas praticam rapel, escalada, arvorismo, tiroleza e até canoagem. “Ilhas Digitais”Computador oferecem internet grátis nos cinco parques.

EscolaBibliotecas, anfiteatros, pousadas, Pratorestaurantes, minipraças, ciclovias, estações para observação de espécimes da fauna e flora, centros de pesquisa e museus, completam a nova área de lazer público da cidade. Os Parques só funcionam durante o dia e recebem sempre o mesmo número de visitantes, calculados para garantir a sustentabilidade ambiental do projeto.256

Quem visita os Parques pode visualizar animais raros como Sauin-de-Coleira, Sabiás do Rio Negro, micro marsupiais e milhares de insetos exóticos. Árvores gigantescas com belas floradas, igarapés com água cristalina, nascentes, igapós, cachoeiras e lagos, oferecem aos visitantes áreas para banho e recreação. Manaus está pronta para receber milhares de turistas que vão encontrar uma cidade que se preparou para oferecer conforto, lazer, mobilidade e muito verde aos visitantes.

Agora fica uma pergunta: Não seria maravilhoso se a nossa cidade estivesse assim emBola de futebol2014. É claro que nada disso existe hoje, mas não custa nada sonhar, só que para realizar este sonho o trabalho precisa começar agora. Decisões firmes da administração municipal e estadual têm que ser tomadas já. Nossas florestas e raras áreas verdes remanescentes  estão desaparecendo completamente. Se o trabalho não começar amanhã, estaremos correndo o risco de no mínimo pagar o maior “mico” da nossa história.Dedos cruzados

6 comentários:

Bessa Júnior disse...

Parabéns aos responsáveis que são verdadeiros guerreiros na luta pela preservação. Assim como o texto "utópico" do blog, porém, mesmo q não seja impossível ter todos os parques, o dia q o povo descobrir q a floresta vale muito mais em pé do que no chão o mundo poderá ser melhor...Parabéns ao jornal que teve a sensibilidade de mostrar tal matéria no dia 29 jan 2011.

lili disse...

Gostei muito da materia mostrada pelo jornal.Eu nao sabia da existencia desse igarape, todas as pessoas que lutam pela sua preservaçao estao de parabens principalmente o entrevistado pelo jornal.Estou aqui para dizer q tambem sou a favor do VERDE.LILIANE,MANACAPURU.

Sidivania disse...

Ajude!!
Eu vi a reportagem feita pela rede amazônica sobre igarapés, gostaria que me ajuda-se pois sou proprietária de um terreno que fica localizado na Estrada AM 010, Km 13, ramal do Acará. Onde a empresa Direcional Engenharia esta fazendo uma obra que esta jogando barro no igarapé do Acará.
Esta mesma empresa foi denunciada no IPAAM pelos os proprietários dos terrenos devido essa poluição de barro no igarapé, foi denunciada também no Ministério Publico Federal e Estadual, pelo IPAAM esta empresa levou uma multa, pois quando o órgão foi fiscalizar encontro varias irregularidades dentro da obra. Esta empresa esta construindo o conjunto Meu Orgulho para o SUHAB, não consigo entender porque o Governador fala tanto em preservação e contrata uma empresa dessa.
Gostaria que vocês me informa- se como deveria agir??
E-mail para contato: sidivania@yahoo.com.br

Sidivania disse...

Ajude!!
Eu vi a reportagem feita pela rede amazônica sobre igarapés, gostaria que me ajuda-se pois sou proprietária de um terreno que fica localizado na Estrada AM 010, Km 13, ramal do Acará. Onde a empresa Direcional Engenharia esta fazendo uma obra que esta jogando barro no igarapé do Acará.
Esta mesma empresa foi denunciada no IPAAM pelos os proprietários dos terrenos devido essa poluição de barro no igarapé, foi denunciada também no Ministério Publico Federal e Estadual, pelo IPAAM esta empresa levou uma multa, pois quando o órgão foi fiscalizar encontro varias irregularidades dentro da obra. Esta empresa esta construindo o conjunto Meu Orgulho para o SUHAB, não consigo entender porque o Governador fala tanto em preservação e contrata uma empresa dessa.
Gostaria que vocês me informa- se como deveria agir??
E-mail para contato: sidivania@yahoo.com.br

Anônimo disse...

Agradecemos os gentis comentários. Contamos a estória de vida ou morte do último igarapé urbano da cidade. CONTE este conto conosco!

Ong Nossa Mãe Terra - AM. Presidente Ralph Proença.´. disse...

ALERTA:
Já não me bastava o abandono total deste Bairro Urbano/Rural, abandono em todos os sentidos... O ABANDONO AMBIENTAL, o ABANDONO EDUCACIONAL, o ABANDONO da Saúde, o ABANDONO TOTAL, o TARUMÃ definitivamente promove-se em definitivo a categoria de TERRA SEM LEI... a MALARIA SOBERANA, fazendo vítimas silenciosas e humildes e agora nosso mais novo vilão: AS DROGAS QUIMICAS, A PASTA BASE, O ÓXI e a COCAINA tomaram conta do Tarumã, invadiram os ramáis, as pequenas comunidades, os lugares mais ermos do Tarumã... Nossos jovens que já não possuiam nenhum sustentáculo moral, educacional, familiar, renderam-se ao descaso das autoridades e abraçaram o mundo das drogas... Enquanto isso, nossas famílias tornaram-se alvos destes novos margináis, que por necessidade da droga, roubam, matam, matam-se! Minha mulher e minha filha de três anos de idade por muito pouco não foram atacadas por dois margináis as 18:00 horas desta quarta passada, em frente a uma Igreja em plena Estrada da Vivenda verde, dois vagabundos que estavam embriagando-se no Balneário do Ceará, viram minha esposa e minha filha caminhando no nosso Ramál e as seguiram a ponto de minha mulher desesperar-se e têr que sair correndo com minha filha nos braços que foram salvas por um dos moradores que as socorreu com o carro. Os margináis assutaram-se com o movimento e puseram-se em fuga. Cheguei 30 minutos após o episódio e tive que tomar as atitudes necessárias para a guarnição de minha família! Mas e aí? E se eu não chego a tempo? A Polícia nunca chega a tempo! Tiraram-nos o direito de nos defendermos... Os bandidos armados até os dentes e nós cidadãos desarmados e refens do crime dentro de nossas casas... E meu sonho de viver em um lugar de paz e sossego acabou-se!!! O Tarumã acabou, assim como o resto de Manaus...